Toda autoridade deve ser obedecida?

Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens; seja ao rei, como autoridade suprema, seja aos governantes, como por ele enviados para punir os que praticam o mal e honrar os que praticam o bem.
1 Pedro 2:13-14

Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se opondo contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.
Romanos 13:1-2

Nos dias atuais, existe um questionamento muito grande a respeito das autoridades, principalmente, quando fala-se sobre as autoridades governamentais. Afinal, o que a Bíblia diz sobre isto, será que devemos obedecer a toda autoridade, seja um líder eclesiástico ou até mesmo um líder político seja quem ele for? Vemos nos textos acima, que tanto o apóstolo Paulo, quanto o apóstolo Pedro, dois nomes bem respeitados na vida eclesiástica, dizem que devemos respeitar as autoridades e sujeitar a elas. Mas, fica a pergunta que muitos fazem, devemos respeitar em qualquer situação?

Quero trazer dois exemplos sobre situações parecidas, mas com resultados diferentes para podermos trazer uma conclusão sobre o tema.

1° exemplo – Rei Davi
“Eles disseram: Este é o dia sobre o qual o Senhor falou a você: Entregarei nas suas mãos o seu inimigo para que você faça com ele o que quiser. Então Davi foi com muito cuidado e cortou uma ponta do manto de Saul, sem que este percebesse. Mas Davi sentiu bater-lhe o coração de remorso por ter cortado uma ponta do manto de Saul e então disse a seus soldados: Que o Senhor me livre de fazer tal coisa a meu senhor, de erguer a mão contra ele, pois é o ungido do Senhor. Com essas palavras Davi repreendeu os soldados e não permitiu que atacassem Saul. E este saiu da caverna e seguiu seu caminho.”
1 Samuel 24:4-7

Nesta situação, Davi estava sendo perseguido pelo rei Saul injustamente, devido a inveja que o rei tinha pelo seu soldado. Quando em certa ocasião, Davi esconde-se dentro de uma caverna e o rei Saul entra sozinho na mesma caverna que estava Davi com os seus soldados. Era a melhor oportunidade que Davi tinha para matar Saul e acabar de vez com a sua aflição. Mas, ao invés disso, Davi resolve poupar a vida do rei, em um ato de misericórdia, compaixão e temor a Deus. Davi expressa que não poderia encostar naquele que foi ungido por Deus, por mais que naquele tempo, o próprio Senhor já havia o rejeitado. Davi entendia claramente o significado de respeitar e sujeitar as autoridades, mesmo sendo uma autoridade que estava fazendo algo contra a vontade de Deus. Davi sabia que se Deus instituiu uma autoridade, cabe a ele retirar a mesma do poder. Foi o que ocorreu, Davi não ousou tocar em Saul, e de fato não precisou, porque algum tempo depois ele foi morto pelos filisteus.

2° exemplo – Apóstolo Pedro
“Tendo levado os apóstolos, apresentaram-nos ao Sinédrio para serem interrogados pelo sumo sacerdote, que lhes disse: Demos ordens expressas a vocês para que não ensinassem neste nome. Todavia, vocês encheram Jerusalém com sua doutrina e nos querem tornar culpados do sangue desse homem. Pedro e os outros apóstolos responderam: É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens!”
Atos 5:27-29

Neste segundo exemplo, vemos que Pedro e outros apóstolos foram presos por pregar o evangelho. Ao serem preso, foram informados que não deveriam mais pregar o evangelho e nem ao menos tocar no nome de Jesus. Quando foram soltos, a primeira ação que tiveram foi justamente ao contrário, não apenas pregaram sobre o Evangelho de Cristo, mas agradeceram o privilégio que tiveram em sofrer por Seu nome. O resultado foi que foram chamados novamente pelo Sinédrio, uma espécie de tribunal daquela época, e foram questionados do motivo de ainda estarem falando no nome de Jesus. Pedro e os demais apóstolos somente responderam que “é preciso obedecer antes a Deus do que aos homens”. Eles não temeram a sua própria vida, muito pelo contrário, arriscaram a sua vida para pregar o Evangelho do Reino.

Conclusão:

Qual seria então a diferença do primeiro exemplo para o segundo? Por que Davi foi obediente e Pedro, que em sua carta disse que precisa sujeitar as autoridades, não teve a mesma obediência de Davi?

Davi, sujeitou ao rei Saul, porque a não sujeição e assassinato do rei naquela ocasião, seria uma quebra de mandamento e da aliança de Deus. Já Pedro, não sujeitou as autoridades dos líderes de sua época, porque a ordenança deles, feria a ordenança que Cristo nos deixou, de pregar o evangelho a toda a criatura. Ou seja, devemos respeitar, honrar e sujeitar as nossas autoridades, desde que eles não firam os principais da Palavra de Deus.

Um exemplo que podemos trazer é de nossos políticos. Devemos respeitá-los e sujeitar a eles que fazem as leis da nossa constituição, mas se algum deles querem aprovar uma lei sobre aborto, nós como cristãos temos o direito de ir contra e desaprovar essa atitude dele. Iremos reprovar a atitude e ação de tal pessoa, mas o respeito ainda deve continuar, afinal ele ainda continua sendo uma autoridade que foi constituída por Deus.

O melhor exemplo que temos na Bíblia de uma pessoa que foi contra algumas ações das autoridades, mas que sempre as respeitou, foi Daniel. Ele nunca se curvou aos deuses babilônicos, nem quando era obrigado, por isso, foi até jogado na cova dos leões. Mas, também nunca deixou de respeitar o governo daquela nação, tanto que o próprio rei solicitou que o Deus de Daniel fosse adorado e respeitado naquela nação. Somente vamos conseguir o respeito de um líder autoritário e sem temor a Deus, quando seguimos os exemplos desses grandes homens na Bíblia.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126