Soli Deo Gloria (Somente a Deus a Glória)

Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos! Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense? Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém.
Romanos 11:33-36

E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória”.
Isaías 6:3

Reafirmamos que, como a salvação é de Deus e realizada por Deus, ela é para a glória de Deus e devemos glorificá-lo sempre. Devemos viver nossa vida inteira perante a face de Deus, sob a autoridade de Deus, e para sua glória somente.

Negamos que possamos apropriadamente glorificar a Deus se nosso culto for confundido com entretenimento, se negligenciarmos ou a Lei ou o Evangelho em nossa pregação, ou se permitirmos que o afeiçoamento próprio, a autoestima e a autorrealização se tornem opções alternativas ao evangelho.

Dizer somente a Deus a glória, é afirmar que somente Ele é digno de todo louvor, honra e glória. Não há nenhum outro que mereça receber a glória e nem digno de ser adorado. Não devemos dar a glória de Deus a nenhuma imagem, ídolos ou pessoas. Ele é o Rei da Glória e toda a honra deve ser devolvida a Ele.

O que significa dar glória a Deus?
Já vimos que a glória deve ser sempre devolvida a Deus, mas, o que seria exatamente dar glória a Deus? A palavra glória no dicionário significa: honra, fama que se alcança pelas virtudes, talentos, boas ações e por características excepcionais; louvor que se oferece a; homenagem, exaltação. Dar glória à Deus significa reconhecer a Sua grandeza e dar-lhe honra ao louvar e adorá-lo, principalmente porque Ele e somente Ele merece ser louvado, honrado e adorado. A glória de Deus é a essência de Sua natureza, e nós o glorificamos quando reconhecemos essa essência.

Como glorificar a Deus?
Agora que entendemos o que significa dar glória a Deus, como podemos glorificá-lo? Glorificamos a Deus quando nos alegramos nele, amando-o, confiando nEle e obedecendo à sua vontade, aos seus mandamentos e à sua lei. Segue alguns exemplos na Bíblia de como podemos glorificá-lo:

Através do nosso louvor sincero:
De todo o meu coração te louvarei, Senhor, meu Deus; glorificarei o teu nome para sempre. Salmos 86:12

Quando curas e milagres acontecem em Seu nome:
Mas para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados” – disse ao paralítico: “Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa”. Ele se levantou e foi. Vendo isso, a multidão ficou cheia de temor e glorificou a Deus, que dera tal autoridade aos homens.
Mateus 9:6-8

Através das nossas falas e ações:
Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém.
1 Pedro 4:11

Quando uma vida é transformada:
Apenas ouviam dizer: “Aquele que antes nos perseguia, agora está anunciando a fé que outrora procurava destruir”. E glorificavam a Deus por minha causa.
Gálatas 1:23-24
Quero falar um pouco desse texto, porque muitos sabem da história do apóstolo Paulo, que deixou de ser perseguidor para perseguido, e essa mudança em sua vida trouxe glória ao nome de Deus, pelo fato de somente Ele ter condições de transformar a história de uma pessoa da forma que ocorreu com Paulo.

O que acontece quando não glorificamos a Deus:
Já vimos o que é dar glória a Deus e como glorificá-lo, mas, o que acontece quando não damos a honra que é devida a Ele? A Bíblia traz alguns casos de pessoas que não glorificaram a Deus. Veja abaixo:

No dia marcado, Herodes, vestindo seus trajes reais, sentou-se em seu trono e fez um discurso ao povo. Eles começaram a gritar: “É voz de deus, e não de homem”. Visto que Herodes não glorificou a Deus, imediatamente um anjo do Senhor o feriu; e ele morreu comido por vermes. Atos 12:21-23

Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si. Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém.
Romanos 1:20-25

Vimos nos textos acima o resultado das pessoas que não glorificam a Deus. No primeiro caso, o governador Herodes foi ferido por um anjo do Senhor e indo a óbito. Já no segundo caso, vemos que Paulo fala que as pessoas ao verem os atributos de Deus na natureza e nesse mundo são indesculpáveis ao não dar glória a Deus, por isso, tornaram-se idólatras e cheio de todo tipo de imoralidades e pecados no coração.

Conclusão:
Tudo que foi criado nos mostra que há um ser Soberano criador de todas as coisas. Até mesmos os cientistas já estão admitindo que existe um designer por detrás de todo o universo. Quando conhecemos o nosso Deus sabemos que Ele é esse designer que os cientistas falam e por isso, devemos dar toda a glória, honra e louvor que é devido a Ele. Ele é o criador de todas as coisas, e aquele que nos escolheu antes da fundação do mundo, então devemos a Ele toda a Glória.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126