Quando a Palavra de Deus é esquecida

Então o sumo sacerdote Hilquias disse ao secretário Safã: Encontrei o Livro da Lei no templo do Senhor. Ele o entregou a Safã, que o leu. O secretário Safã voltou ao rei e lhe informou: Teus servos entregaram a prata que havia no templo do Senhor e a confiaram aos trabalhadores e aos supervisores no templo. E o secretário Safã acrescentou: O sacerdote Hilquias entregou-me um livro. E Safã o leu para o rei.
2 Reis 22:8-10

No texto acima, temos o reinado do rei Josias, um dos grandes reis de Judá e que foi temente ao Senhor em todo o tempo. Nesta situação, Israel ou o Reino do Norte já havia sido destruída pela Assíria, restando somente Judá ou o Reino do Sul e o mesmo que aconteceu com o Israel estava prestes a ocorrer com Judá, por um único motivo, o povo e os governantes tinha esquecido da Palavra da Deus.

Quando estudamos mais a respeito do reinado de Josias, vemos que ele foi um rei justo, temente a Deus e que foi considerado um rei bom aos olhos do Senhor. Tudo isso, só foi possível por uma razão, esta que acabamos de ler, o livro foi achado. E se o livro precisou ser achado, podemos dizer que ele estava escondido. Talvez fosse escondido pelos reis ímpios que tinham passado antes de Josias, inclusive por seu pai Manassés. Ou fora escondido para preservar de ser roubado, afinal, até o reinado de Josias já tinha ocorrido vários saques ao tempo judaico. Ou pode ser que tinha sido escondido até mesmo para que os reis ímpios não o destruísse. Seja qual for o motivo, ele estava escondido, e não era para ser assim, todos deveriam ter acesso a este livro. Na verdade, Moisés disse que a Lei de Deus deveria ser lida todos os anos para a nação, para que o povo jamais desviasse dos Caminhos do Senhor.

Vemos que todas as vezes que a Palavra de Deus é escondida ou negligenciada, coisas terríveis ocorrem, vemos isso no período dos Juízes, quando o povo esqueciam de Deus, iniciava-se invasões contra o território de Israel e a partir do momento que arrependiam-se, Deus levantava um juiz, um líder que reconquistava os territórios perdido e a paz da nação. O mesmo ocorre na Monarquia de Israel, quando reis que não eram temente à Deus governava, a nação ia de mal a pior, quando reis temente a Deus governavam, a nação prosperava. Precisamos entender que a nossa prosperidade nada tem a ver conosco mesmo, mas tem a ver com o nosso temor e obediência aquele que fez todas as coisas.

Nos tempos do rei Josias, o mesmo estava ocorrendo com a nação, estava declinando-se justamente por não valorizarem e não obedecer a Palavra de Deus. O fato da Palavra de Deus estar escondida, mostra muito do caráter daquele povo. O rei Josias, ao descobrir a Palavra de Deus e ler sobre o que estava escrito, rasga as suas vestes em temor e respeito a Deus, não de forma religiosa, mas sabendo que o povo estava fazendo aquilo que Deus desaprovava por muito tempo.

Que a situação de Israel sirva de alerta para nós, para que nunca venhamos esquecer da Palavra de Deus e nem negligenciar os seus escritos e que o exemplo do rei Josias sirva de motivação para nós, para buscarmos aquilo que Deus nos ensina em seus textos e nos arrependermos daquilo que estivermos errando, lembrando sempre que a nossa Bíblia é o nosso manual de vida, nela encontramos respostas para tudo!

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 137