Devo obedecer a toda a Lei de Deus?

Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos, porque isso é o essencial para o homem.
Eclesiastes 12:13

O livro de Eclesiastes foi escrito pelo Rei Salomão, filho do Rei Davi e segundo a própria Palavra de Deus, o homem mais sábio de toda a história. Salomão, quando escreve o livro, está no final de sua vida. Já viveu praticamente tudo o que tinha para viver. Já tinha experimentado quase tudo que precisava experimentar. Tinha aprendido com seus erros e acertos. No final do seu livro, ele simplesmente disse, que mesmo diante de tudo o que ele tinha vivido, de tudo que tinha visto, ele chegou há somente uma conclusão! Devemos temer a Deus e obedecer aos seus mandamentos.

Agora, fica a pergunta, que principalmente nos dias atuais muitos fazem. Devemos obedecer a TODA a Lei de Deus? As Leis dadas no Antigo Testamento eram válidas somente para o povo daquela época ou são válidas para a igreja de hoje?

Para responder a essa pergunta, primeiramente, precisamos entender que na época do Antigo Testamento foram dadas inúmeras leis para que o povo de Israel não se perdesse e saísse dos caminhos do Senhor. Segundo, precisamos entender que existiam leis civis ou judiciais, leis religiosas ou cerimoniais e por últimos as leis morais. Vamos analisar cada uma delas:

– Leis civis ou judiciais – Representa a legislação dada à sociedade ou ao estado de Israel. Nelas havia orientações para entrar em guerra, restrições ao uso da terra, regulamentos para as dívidas e penas por violações específicas do código legal de Israel.
Exemplo: “Se alguém roubar um boi, ou uma ovelha, e abatê-lo ou vendê-lo, terá que restituir cinco bois pelo boi e quatro ovelhas pela ovelha. Se o ladrão que for pego arrombando for ferido e morrer, quem o feriu não será culpado de homicídio, mas, se isso acontecer depois do nascer do sol, será culpado de homicídio. O ladrão terá que restituir o que roubou, mas, se não tiver nada, será vendido para pagar o roubo. Se o que foi roubado for encontrado vivo em seu poder, seja boi, seja jumento, seja ovelha, ele deverá restituí-lo em dobro.” (Êxodo 22:1-4)

Hoje, na constituição brasileira, se você cometeu algum roubo ou infração, você pagará por ela na justiça e ser for condenado será preso. Não existe esse modelo judaico de restituir a mais o que foi roubado ou infringido. Na minha opinião, esse modelo judaico é até melhor, pois se a pessoa é pega roubando, terá que pagar muito mais do que roubou, isso talvez até diminuiria os roubos e furtos. Mas, na nossa constituição, isso infelizmente não existe. Logo, essa lei não serve para nós brasileiros.

– Leis religiosas ou cerimoniais – Consiste em regulamentos para celebrar festas religiosas e para adorar a Deus no santuário. Incluías as leis relativas aos alimentos limpos e imundos, instruções para a pureza ritual, orientações para a conduta dos sacerdotes e, especialmente instruções para oferecer sacrifícios (sistema sacrificial).
Exemplo: “Diga o seguinte aos israelitas: Quando alguém trouxer um animal como oferta ao Senhor, que seja do gado ou do rebanho de ovelhas. Se o holocausto for de gado, oferecerá um macho sem defeito. Ele o apresentará à entrada da Tenda do Encontro, para que seja aceito pelo Senhor, e porá a mão sobre a cabeça do animal do holocausto para que seja aceito como propiciação em seu lugar.” (Levítico 1:2-4)

Hoje, não mais necessitamos de realizar sacrifícios para perdão dos pecados, Jesus Cristo foi o sacrifício perfeito, e pelo seu sangue derramado na cruz somos salvos. Logo, não precisamos mais seguir rituais cerimoniais e religiosos antigos.

– Leis morais – Resumida nos Dez Mandamentos, é o padrão justo e eterno para a nossa relação com Deus e com as pessoas.
O exemplo de uma lei moral é exatamente aquilo que está nos dez mandamentos que Deus nos deixou, que Jesus resumiu em dois mandamentos: amar a Deus de todo o coração, alma, mente e pensamento e amar o próximo como a nós mesmos.

Conclusão:
Podemos concluir, que as leis civis ou judiciais e cerimoniais ou religiosas são leis dadas a nação de Israel num tempo específico, para um propósito específico. Elas serviram para moldar o caráter daquela nação. Hoje, não precisamos mais seguir essas leis, as leis de Deus que precisamos seguir, são as leis morais. Que falam sobre o nosso relacionamento com Deus e com o próximo. Aquilo que está descrito em Êxodo 20 sobre os dez mandamentos. Não é porque não precisamos seguir, que devemos desrespeitar essas leis, todas as leis dadas podem servir como ensino para nós. Na verdade, Paulo nos diz, que a Lei foi nosso tutor até Cristo, ela foi a responsável para nos ensinar e nos apontar o caminho. A partir do momento que Cristo veio, não precisamos mais seguir alguns rituais, como os sacrifícios que eram realizados pelo povo. E hoje, a lei que precisa estar gravada em nosso coração, deve ser aquela que foi dita por Jesus: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: Ame o seu próximo como a si mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.” Mateus 22:37-40

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126