Como a Trindade estava presente na criação?

No princípio Deus criou os céus e a terra. Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Disse Deus: Haja luz, e houve luz.
Gênesis 1:1-3

Existe uma pergunta que muitos questionadores fazem, seja por falta de conhecimento, incredulidade ou para desafiar e questionar as verdades da Palavra de Deus. Essa pergunta é: Como a Trindade estava presente na criação se Jesus nasceu apenas milhares de anos depois?

De fato, esta é uma boa pergunta, se o seu objetivo é conhecer mais da Bíblia e não apenas questioná-la. Para entendermos um pouco mais sobre essa pergunta, precisamos voltar lá no princípio de todas as coisas, quando tudo foi criado, então precisamos retornar em Gênesis 1 conforme iniciamos este texto.

Ao ler Gênesis 1, conseguimos identificar duas pessoas: Deus, o criador de todas as coisas, e o Espírito de Deus se movendo sobre a face das águas. Agora, fica a pergunta, onde está Jesus nesta parte da criação? A resposta clara que todos querem, não encontramos em Gênesis e nem no Antigo Testamento, mas somente no Novo Testamento. Alguns vão questionar, se não podemos encontrar a resposta em Gênesis, por que poderemos valorizar os seus escritos? Primeiramente, precisamos entender, que Moisés, o autor do livros de Gênesis, não conhecia Jesus, afinal Ele ainda nem era nascido. Não sabia da profecia do Messias que viria, essa profecia veio somente anos depois no período da Monarquia. Então, muito do conhecimento de Moisés era limitado se comparado ao que temos hoje. Segundo que esse conhecimento que temos hoje, foi algo progressivo, muitas pessoas do Antigo Testamento gostaria de ter esse conhecimento que temos hoje, mas a revelação de Deus foi progressivamente, até chegar em Cristo.

Muitos novamente podem questionar a veracidade da Bíblia devido a esse conhecimento progressivo. Mas, podemos responder simplesmente que toda a história do conhecimento do mundo é realizado de forma progressiva. Hoje, temos conhecimento em todas as áreas da sociedade que não tínhamos há 10 ou 20 anos atrás. Quer dizer que o que pensávamos há anos atrás era mentira? Não, quer dizer que o nosso conhecimento sobre determinado tema aumentou. Isto que ocorre ao estudar a Bíblia, nosso conhecimento vai aumentando cada vez mais a respeito das suas histórias.

Já que explicamos sobre o motivo de Moisés ou do Antigo Testamento não falar sobre onde estava Jesus na criação de todas as coisas, vamos agora para a explicação que existe no Novo Testamento:

No princípio era aquele que é a Palavra . Ele estava com Deus e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.
João 1:1-3,14

O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam—isto proclamamos a respeito da Palavra da vida. A vida se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada.
1 João 1:1-2

O apóstolo João, aquele que era conhecido como o discípulo amado, nos traz esta resposta. Ela é clara, ele diz que antes era a Palavra, ou o Verbo, ou o Logos Encarnado e esta Palavra era Deus, estava com Deus no princípio e a partir dela todas as coisas foram feitas. Ou seja, em Gênesis 1 vemos Deus criando, o Espírito se movendo e a criação sendo feita através da Palavra de Deus, ou seja através do próprio Jesus. Jesus é a Palavra de Deus em Gênesis 1. Ele é a Palavra encarnada que o apóstolo João diz, e por isso, Ele estava com Deus desde o início. A Trindade sempre esteve junta, nunca esteve separada. Jesus sempre existiu, Ele é Eterno, não foi criado pelo Pai, muito pelo contrário, Ele sendo Deus esvaziou de si mesmo e se fez homem, para morrer por nós e nos dá vida. Se hoje, podemos ter o privilégio de ler este texto, é porque um dia Ele deixou a sua glória, se fez homem e morreu por nós por amor!

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126