A diferença de Lei, Graça e Obras

Muitos em nossos dias, não conseguem entender esses termos claramente e acabam misturando os conceitos um com o outro por ter semelhanças em muitos aspectos. Mas, na Bíblia há uma diferença muito grande entre Lei, Graça e Obras. Quero te ajudar a entender mais sobre esses termos tão citados na Bíblia.

O que é a Lei?
De maneira simples, tomamos Lei como a vontade de Deus revelada aos homens em palavras, princípios, preceitos, julgamentos e atos. Muitas vezes, a Lei é referida ao cincos primeiros livros do Antigo Testamento, conhecido também como Pentateuco, ou até mesmo, ao Antigo Testamento em sua totalidade, como vemos nos textos a seguir:
Pois todos os Profetas e a Lei profetizaram até João.
Mateus 11:13
Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.
Mateus 22:40

Qual foi objetivo da Lei?
Aprendemos na Bíblia, que a Lei foi importante para nos ensinar, para nos apontar e direcionar para um salvador, mas qual seria o objetivo final da Lei?
Vamos ler esses dois textos bíblicos escritos pelo Apóstolo Paulo a seguir:
Assim, a Lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor.
Gálatas 3:24-25
Sabemos que a Lei é boa, se alguém a usa de maneira adequada. Também sabemos que ela não é feita para os justos, mas para os transgressores e insubordinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreverentes, para os que matam pai e mãe, para os homicidas, para os que praticam imoralidade sexual e os homossexuais, para os sequestradores, para os mentirosos e os que juram falsamente; e para todo aquele que se opõe à sã doutrina.
1 Timóteo 1:8-10
Vemos que os textos bíblicos vão nos dizer que a Lei foi o nosso tutor até Cristo, ou seja, foi o nosso orientador, nosso professor, nos mostrou o caminho que devíamos seguir, mas após Cristo, não estamos mais debaixo desse tutor. Paulo também fala, que a Lei foi feita para os transgressores e cita vários pecados logo em seguida, o que ele quer dizer, é que a Lei foi feita para nos mostrar o pecado, e a partir do momento que temos o conhecimento que estamos no erro, podermos mudar de vida.

Podemos ser salvos pela Lei?
Diante de tudo que temos lido na Bíblia, a resposta é simplesmente NÃO, a Lei não veio para nos trazer salvação, ela somente apontou o caminho, mostrou o que devíamos fazer, foi apenas o nosso tutor até Cristo, a partir do momento que Jesus veio, não necessitamos mais desse tutor, temos o próprio Espírito Santo que nos conduz em todos os momentos.

O que é a Graça?
Graça é o favor imerecido de Deus. Não é algo que nós merecemos, é uma doação gratuita e voluntária de Deus. Por vivermos num mundo capitalista que tudo tem um custo, temos muita dificuldade de entender esse dom de Deus, pois não é por aquilo que fizemos e nunca será, é de graça.

Qual o objetivo da graça?
Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da Lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que creem. Não há distinção, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Romanos 3:21-24
Vemos no texto acima que o objetivo da graça é sermos justificados e redimidos por Cristo Jesus.
A palavra justificado significa tornar justo. Ele justificou as nossas faltas. Podemos exemplificar de uma maneira simples: lembra da época de escola quando tinha uma prova num determinado dia, se você faltasse no dia, precisaria trazer uma justificação assinada pelos pais para poder fazer a prova novamente. Após a justificação aceita pela escola, uma nova prova era aplicada para você. Foi exatamente isso que Jesus fez, ele “entregou” uma justificação para Deus, e a partir do momento que Ele aceita, temos uma nova oportunidade de fazer tudo novo.
Já a palavra redimido, vem de redenção, que era o processo de você pagar um preço por um escravo, e a partir do momento que você pagava o preço por ele, poderia torná-lo seu escravo ou libertá-lo. Foi também o que Jesus fez por nós, ele pagou o preço por nós na cruz, para não sermos mais escravos do pecado, mas livres em Deus.

Podemos ser salvos pela graça?
Sim, inclusive a nossa salvação hoje é exclusivamente pela graça conforme Paulo relata lá em Efésios: “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.”
Efésios 2:8-9

O que são obras?
São as ações e feitos exteriores de uma pessoa. É fazer todas aquelas coisas que estão de acordo com a vontade de Deus.

Qual é objetivo de fazer boas obras?
Para que o mundo possa ver o brilho do evangelho, pois quem está ligado na videira verdadeira produz frutos, e esses frutos são evidenciados através de boas obras.

Podemos ser salvos pelas obras?
A resposta é NÃO. Quero voltar ao texto de Efésios:
“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.”
Efésios 2:8-9
A nossa salvação nunca foi e nunca será por boas obras. Mas, sempre pela graça e mediante a fé. Talvez você se pergunte, e como as pessoas que viveram no Antigo Testamento, nos tempos antes de Cristo eram salvas? Se não existia Cristo, ainda não existia o sacrifício dele para sermos salvos pela graça. Você está certo nesse pensamento, mas mesmo as pessoas antes de Cristo não eram salvas pelas obras, mas pela fé. O autor de Hebreus esclarece para nós:
“Pois foi por meio dela (da fé) que os antigos receberam bom testemunho.”
Hebreus 11:2
“Pela fé Enoque foi arrebatado, de modo que não experimentou a morte; e já não foi encontrado, porque Deus o havia arrebatado, pois antes de ser arrebatado recebeu testemunho de que tinha agradado a Deus.”
Hebreus 11:5
“Todos esses viveram pela fé e morreram sem receber o que tinha sido prometido; viram-no de longe e de longe o saudaram, reconhecendo que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Os que assim falam mostram que estão buscando uma pátria. Se estivessem pensando naquela de onde saíram, teriam oportunidade de voltar. Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor, isto é, a pátria celestial. Por essa razão Deus não se envergonha de ser chamado o Deus deles e lhes preparou uma cidade.”
Hebreus 11:13-16
Todo o capítulo 11, nos mostra que foi pela fé que os grandes homens do Antigo Testamento foram salvos.
Fica uma outra pergunta, se não somos salvos pelas obras, eu preciso fazer boas obras? Sim, não somos salvos pelas obras, mas a partir do momento que somos salvos, devemos demonstrar isso através de boas obras. Como já dissemos, a árvore boa deve produzir bom fruto, e se estamos em Cristo devemos produzir frutos que evidencie a nossa conversão. Segue um texto de Tiago que exemplifica:
“Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta. Mas alguém dirá: “Você tem fé; eu tenho obras”. Mostre-me a sua fé sem obras, e eu mostrarei a minha fé pelas obras. Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios creem – e tremem! Insensato! Quer certificar-se de que a fé sem obras é inútil? Não foi Abraão, nosso antepassado, justificado por obras, quando ofereceu seu filho Isaque sobre o altar? Você pode ver que tanto a fé como as obras estavam atuando juntas, e a fé foi aperfeiçoada pelas obras.”
Tiago 2:17-22

Conclusão
A Lei veio somente para nos mostrar o pecado, ela foi o nosso tutor até Cristo, depois dEle, vivemos mediante a fé. Fé que nos levar a crer em seu sacrifício e através dessa crença somos salvos pela graça de Deus. Um dom gratuito e totalmente imerecido, não pelas obras que realizamos, mas, a partir do momento que somos salvos, devemos demonstrar a nossa salvação mediantes boas obras.
Podemos concluir assim também: a Lei foi a nossa ponte até Cristo, que nos deu a salvação pela graça e nos dá agora a oportunidade de evidenciar a nossa salvação pelas obras.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz
Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.
Artigos: 30