O que significa justificação?

Ele foi entregue à morte por nossos pecados e ressuscitado para nossa justificação.
Romanos 4:25

Consequentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.
Romanos 5:18

Em nosso último artigo, trabalhamos com o tema redenção, agora falaremos sobre a justificação. É um outro termo muito repetido em toda a Bíblia, principalmente nos escritos paulinos. Mas, o que significa esse termo? No dicionário, justificação é o ato de justificar, de explicar a razão ou motivo para fazer ou deixar de fazer alguma coisa. Já na teologia, é quando Deus declara justo todo aquele que recebe a Cristo, baseado na justiça de Cristo sendo debitada às contas daqueles que O recebem.

Ou seja, na Bíblia e conforme o texto de Gálatas, essa justificação não é baseada em nossas obras, ela é baseada somente na fé que temos no sacrifício de Cristo por nós: “Sabemos que ninguém é justificado pela prática da Lei, mas mediante a fé em Jesus Cristo. Assim, nós também cremos em Cristo Jesus para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pela prática da Lei, porque pela prática da Lei ninguém será justificado.” Gálatas 2:16

Sermos chamados justos, não quer dizer que não temos pecados e nem que Deus esqueceu os nossos pecados. Muitos pregadores dizem que quando somos justificados por Cristo, Ele não se lembra mais dos nossos pecados, utilizam até o texto de Isaías 43 e Hebreus 8 fora do contexto para fortalecer o seu pensamento. Mas, Deus, sendo um ser onisciente, ou seja, tem toda ciência, sabe de todas as coisas, nada está ocultos aos seus olhos, como Ele poderia esquecer de algo? Se Deus esquecesse de algo, ou não soubesse de algo, logo, Ele deixaria de ser onisciente e não teria um dos maiores atributos de um ser divino. A verdade é que Ele não se esquece, Ele sabe de todas as coisas, mas, a partir do momento que somos justificados mediante a fé em Cristo, Ele não leva em conta mais os nossos erros de outrora. Ele não está tendo uma espécie de amnésia, somente não nos condenará por um erro que já foi justificado.

Talvez, o melhor exemplo que podemos ter sobre a justificação, é no âmbito acadêmico. Quando temos uma prova marcada em nossa escola ou faculdade, precisamos comparecer no dia e horário estipulado para realização desta prova. Caso não seja possível comparecer, precisamos trazer uma justificação aceitável sobre o motivo do não comparecimento. Normalmente um atestado médico ou algo do tipo. Com essa justificação, temos a oportunidade de realizarmos a prova em uma nova data e horário estipulado. Não perdemos a pontuação da prova, teremos uma nova chance de fazê-la. Mas, a nossa falta do dia da prova não tem como anular. Por exemplo, se chegarmos no final do ano e precisarmos de uma presença a mais para preencher a meta de frequência, este dia não irá nos salvar. Iremos repetir o ano ou a matéria devido o número de faltas, por mais que ela tenha sido justificada e temos feito uma boa prova. A justificação que Cristo nos presenteia é bem parecido, as nossas faltas não serão anuladas, mas serão justificadas. Cristo nos fornece uma oportunidade de fazer de novo, de tentarmos acertar e fazermos o correto. A justificação de Cristo é a nova chance que temos em nossa vida de estarmos debaixo da vontade de Deus. Assim como o aluno terá uma nova oportunidade de fazer uma nova prova, teremos uma nova oportunidade para fazermos diferente, para sermos aprovados.

A justificação não nos dar somente uma segunda oportunidade, mas através dela temos vários benefícios como:

1 – Ter paz com Deus – “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.” Romanos 5:1

2 – Tornar-se herdeiro de Deus – “Ele o fez a fim de que, justificados por sua graça, nos tornemos seus herdeiros, tendo a esperança da vida eterna.” Tito 3:7

3 – Nos fornece a salvação eterna – “Como agora fomos justificados por seu sangue, muito mais ainda, por meio dele, seremos salvos da ira de Deus!” Romanos 5:9

Conclusão

Quando aceitamos o Senhor Jesus Cristo como o nosso Senhor e Salvador, somos justificados por ele mediante a fé, somos a partir deste dia chamado justos, não por nossos méritos, não por nossas honras e nem porque os nossos pecados foram anulados. Mas, porque eles foram perdoados por Cristo e mediante esse perdão temos uma nova oportunidade de viver uma vida que agrade, honre e glorifique o nome dEle.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126