O que significa antropomorfismo?

Em nosso último artigo vimos sobre o significado de antropopatia, agora iremos falar sobre o que significa antropomorfismo. Essa palavra vem do grego e é a junção dos termos “anthropo” (homem) e “morfhe” (forma). Ou seja, antropomorfismo atribui caraterísticas humanas aos seres de natureza não humanas. Na teologia são as características humanas atribuídas a Deus.

Este é mais um termo muito utilizado na teologia e muitas vezes entendido de forma errada. Como falamos no artigo anterior, nós somos limitados e queremos muitas vezes entender um Deus que é ilimitado, com isso, colocamos sentimentos humanos em Deus, tentamos entender o pouco mais de sua essência, mesmo que de forma errada algumas vezes. Da mesma forma, o antropomorfismo tende a tentar entender a Deus através de formas humanas, seja atribuindo características, sejam físicas, sentimentos, emoções, pensamentos, ações ou comportamentos humanos à seres divinos.

Alguns exemplos de antropomorfismo na Bíblia são:

“Assim diz o Senhor: Nisto você saberá que eu sou o Senhor: com a vara que trago na mão ferirei as águas do Nilo, e elas se transformarão em sangue.” Êxodo 7:17
Deus é Espírito e como Espírito não podemos dizer que ele tenha mão ou corpo humano da forma que entendemos atualmente. Da mesma forma que os textos abaixo falam de olhos e rosto:

“Os olhos do Senhor voltam-se para os justos e os seus ouvidos estão atentos ao seu grito de socorro;” Salmo 34:15

“O rosto do Senhor volta-se contra os que praticam o mal, para apagar da terra a memória deles.” Salmo 34:16

Há também exemplos bíblicos em que Deus age de forma humana:

“Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá” Salmo 37:5

“O Senhor, porém, ri dos ímpios, pois sabe que o dia deles está chegando.” Salmo 37:13

Novamente podemos dizer que não há como explicar Aquele que é inexplicável. Que não há como enquadrar Deus em parâmetros humanos. Deus é infinito e nós somos seres finitos. Isso significa que, embora Deus possa ser conhecido, nós não podemos compreendê-lo totalmente. Além disso, de fato há um distanciamento muito grande entre nós e Deus – tanto natural quanto espiritual e moral. Portanto, para que pudéssemos obter algum conhecimento de Deus, Ele falou a nós de uma forma inteligível.

Em seu amor, graça, misericórdia e bondade, Deus se comunica com o homem usando a linguagem do homem. Em outras palavras, podemos dizer que Deus desce ao nosso nível de comunicação para falar conosco em nossa própria linguagem. Então o uso desse tipo de linguagem na Bíblia é muito comum e possui um objetivo pedagógico. Na verdade, o fato de Deus não falar conosco em Sua própria linguagem, mas ajustar a Sua comunicação à linguagem humana para ela seja inteligível para nós já é algo maravilhoso. Podemos ver como Deus se preocupa em relacionar-se conosco e nos ajuda a entendê-lo, mesmo que seja de forma tão inferior ao que é verdadeiro. Deveríamos agradecer ao nosso Deus, que poderia se comportar como um ser superior que é, mas escolhe submeter ao nosso entendimento tão limitado e corrompido, para termos um único privilégio que é nos relacionarmos com o Criador de todas as coisas.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sócias:
Imagem padrão
Sérgio Luiz

Apaixonado por teologia e pela bíblia. Pós-graduado em Estudos Bíblicos do Novo Testamento pela universidade Unicesumar. Coordenador e professor da rede de ensino de sua igreja local.

Artigos: 126